quinta-feira, 21 de agosto de 2008

BATISMO DE CRIANÇAS - BATIZADO - INFANTO - PODEMOS OU NÃO BATIZAR CRIANÇAS?


Algumas Considerações Sobre Batismo de Crianças

Introdução: Este é um assunto relativamente simples. Entretanto, como sempre surgem interpretações diferentes de quase todos os temas abordados pela Bíblia, não é diferente com o batismo.

Há quem defenda o batismo somente depois dos 12 anos, uma vez que, na comunidade de Israel somente nesta idade os meninos eram arrolados como homens e como responsáveis por seus atos.

Outros insistem que a circuncisão foi substituída pelo batismo uma vez que este é marca e sinal da nova comunidade, assim como aquele era sinal de descendência de Abraão.

Ainda outros pensam em que seja a porta de entrada para a igreja e que, caso aconteça de morrer alguém sem ele, fatalmente perderá o direito de entrada no Reino de Deus.

Vamos fazer algumas considerações:

1. Uma criança não será impedida de ir a Jesus por não ter sido batizada. As crianças, cujas mães as levaram a Jesus, o fizeram, não para que fossem batizadas, mas para que impusesse as mãos e as abençoasse. O caminho até Jesus não é o batismo; é a fé genuína, fruto de uma boa evangelização. Se alguém negligenciar a evangelização das crianças, estará negligenciando sua ida ao Senhor. Não há um só texto da Bíblia que afirme ou insinue que o batismo conduz a Cristo.

2. O batismo não gera fé nem salvação. É uma materialização de pelo menos duas verdades espirituais: 1- Para nascer de novo é necessário antes morrer. Quem morre deve ser sepultado. O batismo é figura desse sepultamento com Cristo (Rom. 6). É como afirmamos: morremos para o pecado e ressuscitamos para a nova vida com Cristo. 2- A lavagem regeneradora do Espírito Santo (no momento da fé) deve ser representada, materializada pela lavagem da água. É símbolo de purificação, da purificação operada pelo Espírito Santo no momento da conversão. Um texto negligenciado sobre essa figura do batismo é Jo. 3.25 e ss. O contexto esclarece que a questão em debate é o batismo. Então está acertado que para os antigos, o batismo simbolizava a purificação dos pecados. É provável que desta figura Paulo tenha extraído o ensino de Tito 3.5. Parece-nos que esta figura é mais antiga que a do sepultamento.

3. Afirmar que havia crianças nos lares das famílias que se converteram (quando se usa a expressão: "Ele e a sua casa") é falta de cuidado. Há muitas casas nas quais não há mais crianças. Quem pode afirmar que esse não era também o caso nos relatos bíblicos? Afinal, a casa toda "creu". A probabilidade de todos nessas “casas” já serem adultos, ou jovens e adultos é grande. Há muitos casos em que crianças se decidem na idade de 3 anos, e a decisão é sincera. Essas crianças chegam a ser batizadas com 10 anos ou mais. Por terem esperado esse tempo não foram impedidos de estarem com Jesus. O Batismo não pode ser o elemento que sustente a fé de um cristão. A fé salvadora independe do batismo. Elas permanecem em presença do Senhor independente do batismo.

4. Sobre a idade certa para o batismo, a Bíblia nada fala, nem estabelece limites, nem para baixo nem para cima. A única exigência é arrependimento e fé genuínos. Há muitos líderes cristãos que não vêem problemas em batizar meninos e meninas com 8 anos, p. ex. Quem de nós pode negar que a certeza do que se está fazendo pode vir com uma idade maior?

5. Sobre o batismo no ato da fé, confesso que sou adepto dessa idéia. Mas, evangelizar pessoas "cristãs" para que se tornem "cristãs" não é coisa a que se assemelhe à evangelização nos tempos dos apóstolos (e mesmo séculos depois). Temos que admitir que estamos numa realidade um pouco diferente. Mas se alguém preferir batizar logo em seguida à decisão, não erra nesse proceder. Infelizmente tenho testemunhos não louváveis sobre resultados de batismos apressados. Já que a salvação não depende disso, é mais prudente dar ao convertido tempo para entender o “novo” batismo e submeter-se com entendimento e alegria. Já que não há um mandamento explícito sobre a questão do tempo e da idade, nos parece que o Espírito Santo deixou isso para a igreja administrar como achar melhor e mais viável em cada situação geográfica e cronológica. É o mesmo princípio para a periodicidade da Ceia do Senhor. Não há um tempo determinado pela Escritura. A Igreja faz como preferir. E nisso não há erro.

6. A circuncisão em nenhum texto do NT é substituída pelo batismo. Ela simplesmente perde seu significado quando o Evangelho se abre para o mundo. Israel perde o privilégio de ser a única nação com quem Deus se relaciona e com ele a circuncisão. Além disso, ela era apenas para os meninos, enquanto o batismo é para ambos os sexos. Sobre tudo isto está a verdade bíblica da conversão, do arrependimento e fé como condições para o batismo. O NT desconhece batismo sem arrependimento e sem fé, o que não acontecia com a circuncisão.

7. Sobre a forma do batismo as dúvidas desaparecem quando é feita uma boa análise do original grego, afinal esta é a língua do NT. A expressão 'Batismo' vem do grego 'baptismos' e significa literalmente 'ato de aprofundar'. Vejamos: Os navios são equipados com um instrumento chamado 'Batímetro'. Esta palavra é grega e vem de duas expressões: 'Bapt' (profundo) + 'metros' (medida). Assim, 'batímetro' é aparelho de medir profundidade. É a mesma raiz da palavra 'baptismos'. O Batismo nunca foi pensado em aspersão. Aspersão é aspersão e batismo é batismo. São atos diferentes. Batismo no NT sempre foi 'mergulho', 'aprofundamento', 'imersão'. E não podia ser diferente devido ao simbolismo, à idéia que representa, como vimos acima. As referências ao ato no NT confirmam: João Batista batizava no Rio Jordão, não por ser um rio sagrado (realmente não é), mas por ter água em abundância. Veja a observação em Jo. 3.23. No batismo de Jesus, se diz que ele saiu da água. Fica claro que teve que entrar antes. Outro bom exemplo é o de Filipe com o etíope em Atos 8. Esse homem era rico e estava em carruagem. Certamente, como era de costume, carregava água para si e para os cavalos beberem no deserto que atravessaria. Então havia água para 'aspersão'. Mas quando ele viu um "pé de água", entendeu que o local era adequado. Novamente o texto diz que esse etíope 'saiu da água'. É muito duro torcer textos e palavras da Bíblia para se adaptarem à forma de pensamento. Isso é desonesto e pecaminoso.

Conclusão: Todo estudioso da Escritura deve ser cuidadoso para não querer encontrar nela o que ela não pretende dar. Desejar ajustar textos à forma de pensamento é andar na contramão. O correto é fazer o pensamento se adequar aos ensinamentos Bíblicos. Foi isso que Paulo desejava expressar com a declaração "Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo." (II Cor. 10:5).

Pr. Carmo R Zortéa

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Histórias de Crianças Salvas por Jesus - PROTEÇÃO - LIVRAMENTO - AMOR


HISTÓRIAS DE CRIANÇAS SALVAS POR DEUS!
Me lembro muito bem deste fato que poderia ter um fim trágico na minha família. Mas, por Livramento do Senhor hoje estamos aqui, vivos para contar as Maravilhas que o Senhor fez aos nossos filhos para Honra e Glória do Nome Dele!
Tínhamos eu e minha irmã Valnice 8 e 9 anos respectivamente. Era uma Noite chuvosa, muita chuva mesmo. Com direito a raios, trovões e ventos...E nós estávamos em casa com nossos pais, só nosso irmão que estava na Escola a noite.
Meus pais tinham acabado de construir nossa casa, com sangue, suor e lágrimas. Foi uma realização só! Benção do Senhor para a vida dos meus pais. Sabe quando você mesmo faz a casa? Meu tio ajudou e nas horas de folga do trabalho secular eles pegavam firme na obra! Nossa casa anterior era no mesmo local (ao lado, porém no mesmo lote); era em tábuas de madeira e tem tantas histórias que em outro momento conto alguma para vocês! Mas, como dizia, a família estava feliz, realizada e muito grata ao Senhor pela realização de um sonho!
Como a casa era nova, a sala era muito bem arrumada...conjunto de sofá, tapetão, mesas de apoio e centro, estante, um pedaço de tronco de árvore fazendo as vezes de uma mesa de telefone convencional, cortinas. Minha mãe não costuma deixar que nós brincássemos muito por lá, para não bagunçar...
Porém naquele dia especial, eu e minha irmã pedimos para ela deixar a gente dormir na sala, naquele momento nós mesmos não sabíamos o porquê, e por incrível que pareça, ela deixou e fomos nós com a panaiada toda, travesseiros, etc. Ali adormecemos ouvindo-os cantar na varanda, os hinos do cantor cristão, e vendo a chuva cair um pouco mais calma.
Amados, me lembro de acordar aos prantos no colo de uma vizinha no meio da rua, na chuva, muita gente em volta da minha casa, corpo de bombeiros, lama, água....Foi terrível a cena!
Ocorreu que ao lado da minha casa ( no pé de um morro) tinha um muro de arrimo de uns 5 metros aproximadamente que pegava a extensão da casa toda e entre a casa e o muro havia uma calçada ( corredor). Com o passar do tempo, as pessoas que moravam na casa ao lado e mais acima, iam jogando lixo na brecha que abriu entre o muro e a terra do próprio quintal deles...e com as muitas águas, este material foi se expandindo de tal forma que fez o muro simplesmente cair em cima da nossa casa.
Neste lado da casa, estava o quarto do nosso irmão, o banheiro e o nosso quarto! E nossas camas todas encostadas na parede!!! Foi Proteção divina do Senhor! Porque se tivéssemos dormindo no quarto aquele dia, poderíamos ter morrido.
Sabemos que Deus ainda tinha planos e propósitos para a minha família! Todos fomos guardados naquele dia! Danos materiais sim, mas, Deus mesmo providenciou meios para refazermos esta parte da casa, e hoje temos Plena certeza que Deus nos AMA!

Você sabe o quanto DEUS TE Ama? João 3:16 Diz que Deus amou você de tal maneira que deu seu único filho para morrer em seu lugar, para ressuscitar e te dar uma vida Eterna. Receba esta Palavra de Gratidão a Deus no seu Coração e reflita e volte para os Braços de Jesus, e Aceite-o como Senhor e Salvador de Sua Vida, e que você possa com a sua boca ainda testemunhar as Maravilhas que Deus operou em sua vida aos seus filhos, e aos filhos dos teus filhos! Amém!!!!
Deseja compartilhar sua experiência de Infância com Deus aqui também?
Faça isso agora, devemos espalhar as Boas Novas do Senhor e O Espírito Santo de Deus completará a Benção em cada vida que Ler!!!!
Ao DEUS PODEROSO, seja a Honra, a Glória e o Louvor para Todo o Sempre!
Deixe sua história aqui como comentário, ou mande um e-mail para que eu possa postá-lo para você! Deus o abençoe grandemente!
Carina Bastos

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Testemunho - Missões - Crianças - Resplendor



“Em Deus faremos proezas, porque Ele mesmo calca aos pés os nossos adversários” Salmos 108:13

Foi uma experiência muito nova para mim, Resplendor foi resposta de oração. E Deus mais uma vez surpreendeu-me. A sua própria palavra diz que Ele fará coisas ainda muito maiores e melhores do que possamos imaginar! Glória a Deus porque Ele ainda nos dá estas oportunidades inigualáveis em sua presença!

Na minha mente e espírito a tarefa proposta por Deus a mim para Resplendor já estaria cumprida quando voltamos do “Morro do Pé Vermelho”, e depois do trabalho na Praça a noite. As crianças foram até a praça à noite e ali mesmo naquelas crianças vi a resposta do Senhor pelo que Ele mesmo tinha operado na vida dos Missionários nesta Viagem.

Depois de tudo isso, Deus me convoca para uma missão “Impossível” na manhã de domingo: ir aos Vizinhos da Igreja para pedir perdão em nome da Igreja do Senhor. Sinceramente, foi impactante! Um desafio! Disse para minha mente e meu Espírito que eu só ia porque sabia e Cria que eu iria EM NOME DO SENHOR! Sentimentos de incapacidade, medo e até mesmo pavor me cercaram; mas, Deus me deu a Vitória! Foi uma Benção tremenda e uma quebra de paradigmas em mim!Obrigado Deus por isso!

Deus nos pediu para levarmos Bíblias para as crianças! E Ele mesmo nos deu através de irmãos usados por Ele mesmo 32 Bílbias! Em mãos foram entregues 12 Bíblias, e o restante entendemos de Deus que deveriam ficar lá, para as crianças que vão se converter e freqüentar a Missão daquela Igreja! Cremos que os frutos serão colhidos pela Igreja do Senhor! Ore para que Deus dê uma estratégia PODEROSA para o trabalho com as Crianças do Morro do Pé Vermelho. Que Deus mova os corações dos membros da IGREJA, para que Eles venham a amar incondicionalmente estas Crianças e que o Senhor cumpra a sua palavra calcando aos pés dos Inimigos que Existem ali.

Sou grata a Deus por todas as pessoas que Ele levantou nestes dias de preparo, que oraram, que apoiaram, que tiveram Visões, que restauraram seu Altar e se deram a Deus para o Cumprimento da sua Vontade!

É tempo de nos unirmos como Missionários em várias posições, nos apoiarmos na Palavra Viva do Senhor e pregarmos o Evangelho de Salvação a todas as crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos, enfermos, escravos, presos, enfim, a toda criatura!!!

“ Os votos que fiz, eu os manterei, ó Deus; render-te-ei ações de Graças.”
Salmos 56:12